quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Calda de caramelo cremosa ou Caramel sauce!!!!!!!!!!!

                                        
                                        Essa é uma daquelas receitas no qual a gente "esbarra" e nem acredita, de "tão fácil" e "tão maravilhosa" ao mesmo tempo!!! Você nem pode imaginar a minha emoção!!! Estava procurando um caramelo cremoso para uma receita de sorvete, receita que virá depois dessa... (ok!!! com o calor que anda fazendo vou tentar postar o mais rápido possível... rsrsrsrs)... Você pode usar esse caramelo cremoso para:
                                         1- colocar sobre o sorvete
                                         2- pode ir dentro de um Brownie
                                         3- fazer bombons
                                         4- no inverno  sobre um bolo de chocolate fumegante
                                         5- sobre maças assadas
                                         6- já pensou com um toque de flor de sal...
Foram tantas as idéias que perdi o foco... vamos ao que interessa.... a receita!!!!!!

Ingredientes:
1/2 xícara de água
1 xícara de açúcar
85 gramas de manteiga sem sal
120 ml de creme de leite fresco ou para o pessoal do sul nata.

Modo de preparo:

Coloque o açúcar e agua em uma panela e com um fouet ou uma pá misture constantemente até começar a ferver, nessa parte do processo você para e observa, essa é a maneira mais fácil de se fazer um caramelo perfeito . Quando a calda começar a ficar caramelada/âmbar você deverá acrescentar a manteiga e misturar até dissolver. Dissolveu desliga a panela conte até 10 segundos ( eu tirei do fogo) e acrescente o creme de leite, nesse passo enquanto você mistura ela vai dobrar de volume. Deixe esfriar e use e lambuze... Beijos e até o próximo post!!


segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Sorvete de limão e a tal sorveteira comprar ou não ?

                                        
                                       Calor!!!... Calor!!!... Com o calor que tem feito em São Paulo... fica quase impossível não "ceder" aos sorvetes. Faz 2 anos... comprei a sorveteira por causa da minha filha (é verdade, pô!!!, rsrsrs), para que tivesse o sorvete mais caseiro possível, afinal qual a criança que não gosta de sorvete???  E "de lá para cá" tenho feito meu próprio sorvete, confesso que sorvete nunca foi a minha praia.... mas... com a minha sorveteira eu posso "fabricar" o meu sorvete que tem que valer à pena!!!... rsrsrs...
                                       E aí veio a procura da receita que peguei aqui no "Caldeirão da Bruxa Solar"... um blog que amo da queridíssima Sandra Reis. Essa receita dispensava a sorveteira e como nunca tinha testado para ver se dava diferença com ou sem, achei que essa era a receita perfeita. Essa foi a receita mais versátil que já tive a oportunidade de testar aqui para o blog, primeiramente se você quiser:
                                       1- um mousse de limão é a mesma receita
                                       2- quiser um sorvete é a mesma receita
                                       3- se quiser uma mousse é a receita perfeita
                                       4- não gosta de limão pode fazer de maracujá vai dar o mesmo ponto
                                                                   
                                       Mas você deve estar se perguntando... com ou sem sorveteira??? Bati quase toda a massa na sorveteira e reservei um pouco para poder ver a diferença.Vamos as considerações:
                                       -  Se você não tem sorveteira e não quer gastar, não precisa, ele fica realmente mais cremoso do que a maioria das receitas, mas... se você anda louco para ter uma sorveteira... saiba que fica diferente "sim", mais "cremoso e aerado".   Hoje é possível comprar sorveteiras caseiras a um preço bem razoável, (propaganda gratuita... rsrsrs)... a minha comprei no Shoptime, simples e funciona muito bem. Você encontra também (quando não está em falta) no Sam's Club e Arno. 

Vamos a receita.
 
Ingredientes
  • 400 ml de creme de leite fresco 35% de gordura ( quem mora no sul pode usar a nata)
  • 1 lata de leite condensado gelada
  • 120 ml de suco de limão ( usei thaiti, nesse passo você poderia fazer um sorvete com metade tequila e metade suco de limão- versão adultos)
  • raspas de 2 limões - opcional
Modo de preparo:                                  
Misture o leite condensado com o suco de limão e leve à geladeira.  Bata o creme de leite na batedeira até obter picos firmes igual a chantilly. Adicione aos poucos sem parar de bater o leite condensado com suco de limão. Desligue a batedeira e incorpore as raspas de limão. Viu que fácil essa receita, nesse ponto se você não tem sorveteira deverá colocar no freezer em um pote bem fechado e deixar por 8 horas. Caso você tenha sorveteira colocar dentro seguindo as orientações ( colocar o balde da sorveteira no freezer por no mínimo 12 horas) e bater por 15 minutos, no final levar ao freezer.
 
 
Dicas para "maior de 18":
  1. Se você quer uma versão para adultos pode misturar com tequila ( troque metade do suco por tequila e terá sua versão Mojito.Se quiser uma bebida diferente bata no liquidificador um litro de sorvete com 1 copo de vodka e vai saborear um delicioso sgroppino  totalmente delicious...
  2. Bom!!!... fica aqui no finalzinho um "pulo do gato"(algum dia vou pesquisar o por que de algumas frases, rsrsrs)  para a sua sobremesa. "Iichiko Bar Yuzu Liqueur". Sabe aquela taça de champagne de boca larga... imagine uma bola do seu sorvete de limão e um toque do licor de Yuzu. Gostou??? A dica é do Alexandre Iida do Adega do Sake. Se vc mora em São Paulo ou vai passar por aqui... da uma visita na Adega... mas... vai com tempo porque o Alexandre tem "papo" a respeito de sake e gastronomia que vale a pena. (se tiver sorte, vai conhecer a Cecilia)
  3. Beijos e ate a próxima... 
Foto do Yuzu!!!

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Couscous uma salada supreendente!!!!!!!

                                         Acho que essa receita se resume a simples e muito fácil!!!!!!! Além de ser perfeita para o calor que está fazendo....essa é uma daquelas experiências que estou fazendo graças a vocês e ao blog...sim o marido sempre foi contra...dizia que não ía gostar...enfim, comeu e lambeu os dedos ( literalmente....risos).  Você pode preparar em 10 minutos, além de ser um prato sofisticado fica delicioso....ou delicious....risos.... vamos a receita.

Ingredientes

  • 1 xícara de couscous
  • 2 xícaras de água fervente
  • 1 limão siciliano pequeno cortado ao meio
  • 1/2 pimentão amarelo
  • 1/2 pimentão vermelho
  • 1/2 cebola média
  • salsinha e cebolinha picada à gosto
  • sal à gosto
  • azeite à gosto

Modo de preparo:

Coloque o couscous junto com a água quente no travessa onde vai servir junte o limão siciliano devidamente limpo e cortado e tampe a travessa, reserve. (coloquei dentro do forno desligado).Deverá ficar parado no mínimo 4 minutos, é o tempo para hidratar. A água deverá ter sumido no fim desse tempo.  Enquanto descansa, você deverá ir picando os ingredientes, pimentão , cebola e a salsinha e cebolinha. Tire a tampa da travessa esprema o limão sobre o couscous...cuidado para não se queimar, pois estará quente da água, misture bem e vá agregando os outros ingredientes. Finalize com sal e azeite. Fácil , não é?? Então testa e me conta o que achou. Beijos e até a próxima postagem.

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Bolo de Cremogema você precisa exprerimentar!!!!

                                                  Desde que me conheço por gente amo fazer bolos, não sei nem de onde vem essa lembrança, adoro fazer e amo ver a pessoas se deliciarem, houve uma época em que nem comia o bolo só fazia, mas posso garantir que a felicidade era a mesma, embora....sentar para tomar um xícara de cappuccino (eu prefiro) com uma fatia de bolo, bolo simples, dá vovó...é um daqueles momentos que não tem preço.  Foi então que uma amiga querida da época de faculdade falou do bolo de cremogema....eu disse para tudo...nunca ouvir falar!!!!!!! Já pensou?? Um bolo que lembra mingau??? Quem ( da minha época) não comeu mingau de cremogema???? É a memória do que chamamos atualmente confortfood !!!! Delicious!!!!!!! risos....  Essa amiga querida mesmo me perguntou como você nunca comeu??? Nem eu sei, mas eu quero essa receita!!! Posso dizer que foi uma verdadeira viagem no tempo, esse é aquele bolo, fofinho, macio, com o sabor do cremogema!!!!!! Você precisa fazer essa receita!!!!!!!!!!!! Então....vamos ao que interessa.

Ingredientes:

2 xícaras de açúcar
200 gramas de manteiga
4 gemas
2 xícaras de farinha de trigo
1 colher de sopa de farinha de fermento
1 pacote de cremogema
1 vidro de 200 ml de leite de cocô
4 claras em neve

Modo de preparo:

Deixar a manteiga em temperatura ambiente por algumas horas, para ficar com consistência de pomada. Reservar 5 colheres de leite de cocô e 1 colher de sopa de açúcar para dispor sobre o bolo depois de assado. Bater a manteiga com o açúcar até ficar homogêneo, juntar as gemas uma a uma,
ir acrescentando a farinha o fermento e a cremogema alternando com o leite de cocô. No final incorporar as claras  e levar a forno 180 graus +- 40 minutos. Depois de assado cobrir com a calda reservada. Eu resolvi fazer um pouco diferente, não fiz calda, queria um bolo de vovó mesmo, então não tirei nada da minha receita para a calda, mantive tudo e o resultado foi um bolo perfeito se deliciar no café da tarde ou da manhã. Espero que você teste essa receita e venha me contar o que achou. Um beijo e até a próxima receita!!!!!!!

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Caramelos de Baunilha e flor de sal!!!!!

                                       
                                       Os tão sonhados "caramelos de baunilha com flor de sal"... (estão na moda)... resolvi buscar uma receita para testar (quem sabe fazer as minhas pequenas adaptações... o famoso... e se... e se... rsrsrsrs)... Achei aqui no site do David Lebovitz (seus sorvetes são fantásticos... eu ja fiz... então... hummm... vamos testar!!!). É uma receita fácil... mas... pede um "termômetro" (acredito ser fundamental para chegar no ponto desejado). Hoje "existe no mercado" vários tipos de termômetros com preços bons, e com certeza você poderá "utilizar" em muitas outras receitas... e... para quem não acredita que faz diferença... "acredite!!!"... faz toda a diferença no ponto do seu caramelo. (quem ainda não acredita da necessidade do termômetro.. continue lendo para entender... rsrsrs)                      
                                       Nessa receita ele pede ao final uma temperatura de 127 graus, como eu queria que o meu caramelo ficasse um pouco mais firme fui até 132 graus... recomendo que vc mantenha a temperatura original, ficará nem muito duro, nem muito macio...o meio termo que é perfeito (132 graus deixaram mais "durinhas"). Outra indicação pede para usar uma forma de Bolo inglês para deixar o caramelo firmar... acredite!!! (novamente, rsrsrssss)... é o tamanho certo, não coloque em uma maior, vai ficar muito fino o seu caramelo ou suas balinhas.
                                       Sempre fico pensando que uma receita para ficar perfeita precisa:
                                       1- Primeiro... de amor, quando você está cozinhando tem que estar em um bom momento, tudo o que você sente... vai parar na sua comida, e isso interfere no resultado final.
                                       2- Segundo... bons ingredientes, invisto sempre no melhor, claro que ajuda ter amigos que sabem (que sou exigente!!!... rsrsrssss)... e sempre trazem um presente gourmet de suas viagens (acho que amigo é aquele que se lembra de vc... sorte a minha de ter grandes amigos), ou você mesmo estar sempre antenado quando estiver viajando ou passeando por aí.


Ingredientes
  •  uma fava de baunilha ou 1 colher de sobremesa de extrato de baunilha
  • 180 ml de creme de leite fresco ( quem mora na região sul é a Nata)
  • 1/2 colher de chá de flor de sal ou flakes de sal ( adoro, parecem neve)
  • 1/2 xícara ou 160 gramas de glucose branca ( caso não tenha pode ser usado o Karo)
  • 1 xícara de açúcar ( 200 gramas)
  • 60 gramas ou 4 colheres de sopa de manteiga sem sal ( lembre vc já está adicionando a flor de sal) em temperatura ambiente
Modo de preparo :

Coloque o açúcar e a glucose em uma panela e leve ao fogo. Em outra panela coloque o creme de leite, a baunilha ( se for a fava abra e raspe suas sementinhas adicione a fava junto e depois de ferver descarte), o sal e duas colheres de sopa de manteiga; leve ao fogo até levantar fervura. Forre a forma de bolo com papel alumínio e unte com manteiga. Volte para sua panela de açúcar que deverá estar começando a chegar no ponto em que precisamos, aqui já com o termômetro você deverá deixar o caramelo chegar em 150 graus, quando atingir essa temperatura, retire a panela do fogo e acrescente a infusão do creme de leite com a baunilha e o sal. Volte ao fogo e controlando com o termômetro espere atingir o a temperatura de 127 graus, quando atingir, desligue a fogo e acrescente as duas colheres de manteiga restante.  Transfira o caramelo para forma. Nesse passo estará ainda bem liquido, espere 10 minutos e salpique (caso goste) um pouco de flor de sal ou flakes de sal.  Espere esfriar totalmente e corte os seus caramelos. Fica simplesmente "delicious"... caso sobre alguns... rsrsrsrs... fica bom demais (você corre o risco de nem dar tempo de embrulhar) ...rsrsrs... embale e terá um presente lindo feito por você!!!!!

                                     
                                       Comentários finais:
                                       - Eu sigo as receitas ao "pé da letra" se não tenho/faço nem ideia como deve ser o resultado final do prato. Agora, se eu já tenho uma ideia de como deve, faço as minhas adaptações para o "meu gosto". Acho que alguns detalhes de seguir uma receita vai de cada um. Tem gente que gosta de menos sal... outros mais salgado... então deixo o "bom senso" de cada um para elaborar a sua receita. Felizmente estou sendo feliz com os resultados finais... e espero que possamos juntos "cozinhar" coisinhas gostosas...Beijos e até o próximo post!!!!!!!!

quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Uma visita à fábrica da Bohemia!!!!!!

                                       
                                        Conforme prometido no meu ultimo post... Bohemia Imperial... Vamos lá... mas... antes.... peço licença para contar um pouco da minha viagem...
                                        "Petrópolis", Rio de Janeiro, minha terra natal... Final de Ano resolvi "rever" as origens, com direito a um "tour"... "Hospital Santa Teresa" aonde eu nasci (fundado pela Família Imperial em 1876)... "Catedral" aonde meus pais se casaram (Mausoléu do imperador)... "Casas" aonde moraram meus familiares... Lojas, a rua Tereza ainda é uma das maiores malharias a céu aberto (pô!!! ninguém é de ferro, rsrsrs)... e finalmente... conhecer o museu da cerveja (Cervejaria Bohemia). Um passeio que recomendo... "delicious".... Para os que não são amantes de cerveja, vale o passeio e os que são amantes...vão delirar de prazer. Tô falando por experiência própria (quem me conhece sabe que sou apaixonada por prosseco ou champagne) que de inicio um pensamento de algo simples da historia da cerveja Bohemia... mas... já no inicio do "tour" você percebe o "nível" do museu da Cervejaria Bohemia. Tive uma das melhores experiências nesse passeio...quer se surpreender???... Vem comigo... (vou tentar explicar do "meu modo" o passeio)


                                        Você começa aprendendo um pouco da história da cerveja, (e terminando com a historia da Bohemia) passeando por corredores do museu, onde durante o trajeto terão alguns monitores explicando todo o processo desde as plantações até o produto final. São tantos os detalhes com o novo (telas de TV) com o antigo (sala dos toneis de cobre) que deixa o passeio agradável para todas as idades. O passeio é todo feito na antiga fábrica, onde passamos pelos toneis de cobre onde eram armazenadas as cervejas.
                                        Corre o comentário que a Família Imperial gostava de cerveja (passavam as férias de verão em Petrópolis), considerada Cidade Imperial. Para quem não conhece Petrópolis possui um ar europeu , com direito a vários castelos , e mesmo no ápice do verão é extremamente agradável.
                                       Um verdadeiro museu de primeiro mundo. Explicando com detalhes como se faz uma cerveja... e depois... toda a historia da Cerveja Bohemia.

                                  
                                      Concluindo as etapas... chega o momento que tanta gente esperava... o local para você "degustar" um chopp direto da fonte... (Momento "Delicious", rsrsrsss)... O único lugar do Brasil aonde tem o chopp "direto da fonte" geladíssimo da Bohemia... com direito a uma explicação de quanto tempo maturam as cervejas, as diferenças no processo que mudam os paladares e no tempo maturação.
 
                              
                                      Para os apreciadores e até mesmo para os que não são... estava simplesmente fantástico!!!  Após essa etapa começamos a nós aproximar do final da visitação e acredite se quiser, tinha novamente uma degustação. Mostravam o modo correto de colocar a cerveja no copo (faz toda a diferença)... cerveja por exemplo deve ser servida em um copo estilo taça e deve ser despejada no copo com uma distância considerável para que libere todos os aromas e sabores, outra coisa interessante sobre a confraria é o sabor de cravo que se sente , sendo que o processo só leva água, malte, lúpulo e levedo.  E no final com todos os tipos de cerveja Bohemia hoje encontrados no mercado. Foi realmente muito interessante.
 
 
Moral do passeio: - Vale a pena. Para quem gosta de cerveja... uma aula completa. Para quem curte cerveja... um passeio com degustação no museu da cerveja. Ainda me lembro que o meu pai sempre falava que a melhor cerveja era a de Petrópolis. Hoje eu posso dizer que o melhor Museu a respeito de cerveja é a de Petrópolis. Foi lá que comprei a Cerveja Imperial (quem avisa amigo é... nos mercados de Petrópolis vc encontra a cerveja mais barato... mas... a sacola da Cervejaria Bohemia tem todo o seu charme)
 
 
 
                                Para encerrar a visitação, voltamos à noite para conhecer o  restaurante da Bohemia, com direito a um show de chorinho que fez a harmonização ser completa, pedi minha Confraria Belga, que é a cerveja Confraria com uma dose de calda de chocolate e pastilhas de chocolate....uma combinação inusitada!!! (alguém deve estar pensando... inusitado... afinal é bom ou ruim... rsrsrssss... talvez para quem vai beber cerveja... não indico... mas... para quem quer algo "cerveja gourmet"... vale o pedido.
 
 
                                      Se vc está em Petrópolis outra dica são as linguiças e salsichas, é uma cidade de colonização típica alemã com várias fábricas de embutidos artesanais. Vai voltar com um isopor cheio. No restaurante da Bohemia tem vários pratos com linguicinha e salsichas. Na foto abaixo, o detalhe é o vinagrete de "jiló" com purê de feijão. (Quem tem um certo preconceito a respeito do jiló... fica aqui a minha dica: - Com salgado = carne, linguiça, etc... cai muito bem)
 
 
                                        Uma outra boa pedida são as empadinhas, as melhores que já comi na vida, a de Shimeji é fantástica como o steak tartare (carne de onça) que estava espetacular, tão bom que até esquecemos das fotos...risos... comemos tudo...
                                             Fica aí a idéia para sua próxima viagem !!!!! Beijos e até a próxima...
 
Fica aqui  "Top 10" de Petrópolis:
1- Cidade histórica do Brasil que vale a pena conhecer
2- Rio de Janeiro "fervendo" e Petrópolis com clima ameno
3- Itaipava, cidade vizinha de Petrópolis
4- Pão com linguiça do Pavelka
5- "Pedalinhos" do Hotel Quitandinha
6- Mil folhas da Casa do Alemão
7- Museu Cervejaria Bohemia
8- Restaurante da Cervejaria Bohemia
9- Cidade que a Mari nasceu
10- Um dia vc me conta...

segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Uma carne louca de enlouquecer....

                                  Fim das férias (Natal e Ano Novo) familiares... "mas" continuando em ritmo das férias escolares (rsrsrs)... Fora a vontade de beber algo "bem" gelado (um calor de derrubar qualquer um)... São Paulo tem feito dias muito quentes, e não temos a brisa do mar, nem o mar... para refrescar (nem preciso dizer aonde passei minhas curtas férias familiares, rsrsrsrs)... O que fazer???... quem tem vontade de comer algo quente???... por isso investi em coisas mais frias... e leves... mas... queria algo com mais "sustância"... e... resolvi fazer uma "carne louca". Imagino quantas variações de receita da carne louca... mas... resolvi "inovar" a minha receita com uma cerveja de Petrópolis "Bohemia Imperial"... (estou "arrumando" as fotos e prometo postar a minha visita na fabrica da Bohemia em Petrópolis)... Uma ótima opção para o verão e ficou "delicious" (rsrsrs). Você pode comer com arroz, ou com pão ou até com uma saladinha...vai super bem...

Ingredientes

1,5 kg de lagarto ou filé mignon
2 latas de cerveja ou 1 garrafa de Bohemia Imperial
4 cebolas médias
5 dentes de alho picados
5 tomates
2 pimentões (amarelos ou vermelho)
100 gramas de azeitonas picadas
50 gramas de alcaparras
sal à gosto
pimenta dedo de moça à gosto
tempero verde na quantidade que te agrade
azeite
vinagre à gosto

Tempere o lagarto com o sal e frite no azeite, quantidade suficiente para o seu paladar ( é difícil estipular a quantidade, acredito que depende muito do seu paladar), quando a carne estiver bem selada, acrescente a cerveja Bohemia Imperial (ou latinhas de cerveja), abaixe o fogo e deixe secar totalmente. Quando tiver evaporado todo o líquido e sua carne estiver macia retire a carne para fatiar e na mesma panela frite o alho e acrescente a cebola e a pimenta. Quando estiver dourado estará pronta essa parte. Enquanto você está com a carne no fogo, simultaneamente coloque no forno o tomate no azeite e sal para assar em forno bem forte 280 graus por +- 30 minutos, eles vão amolecer e adocicar, não chega a ser um tomate seco, mas fica muito saboroso.  Na boca do fogão deverá queimar a pele do tomate, acenda o fogo e aproxime o pimentão até ficar bem preta, quando todo o pimentão estiver assim retire do fogo e tire sua casca debaixo d'àgua, ele ficará tenro e delicioso. Feito isso o próximo passo é montar nossa carne louca. Começo espalhando um pouco de azeite em seguida as carnes,uma pitada de sal azeite e vinagre, espalhe a cebola, acrescente os tomates assados ( já fatiados) , o pimentão ( já fatiado), as azeitonas a alcaparra e mais uma pouco de azeite e repita todo o processo até terminar. Você poderá deixar gelar para comer ou comer nesse ponto mesmo, fica divino das duas maneiras.
Espero que você goste dessa receita, beijos e até a próxima postagem.